Dicas de Lisboa by Vivian Carvalho

Mosteiro dos Jerônimos

Quando surgiu a oportunidade de viajar para a Europa em 2010, uma das cidades que fiz questão de incluir no meu roteiro (talvez seja a que eu maistenha feito questão, na verdade) foi Lisboa. Não me importava em viajar uma semana antes das minhas companheiras de viagem, de ficar 4 dias sozinha na cidade – eu simplesmente tinha que conhecer Lisboa.
E posso dizer uma coisa pra vocês? Como valeu a pena!

Torre de Belém

A capital de Portugal é uma cidade linda, realmente encantadora. Para quem gosta de poesia, é um prato cheio: não é difícil esbarrar em algum poema de Fernando Pessoa ou Sophia de Melo Breyner. Mas se você não gosta tanto assim de literatura, pode ficar tranquilo. Lisboa não se resume a isso.

Electrico

Algo que eu fiz em todos os dias que estive por lá foi caminhar a esmo pela Baixa, um dos bairros mais antigos da cidade. Ande por toda a Rua Augusta. Em uma das pontas está o Arco Triunfal (e a Praça do Comércio, que infelizmente estava em obras durante a minha estadia por lá) e na outra fica o Rossio, uma enorme – e linda – praça, com cafés, restaurantes e o Teatro Nacional D. Maria. Foi na Rua Augusta, aliás, que fiquei hospedada, no Travellers House, um hostel incrível que já ganhou o título de Melhor do Mundo várias vezes. Recomendo!

É ali na Baixa também que está o Elevador de Santa Justa, que liga a Baixa ao Largo do Carmo. Eu subi já bem no finalzinho da tarde, vi o anoitecer lá do alto. Gostei muito! A vista que se tem da cidade é linda!

Elevador Santa Justa


Pertinho dali está o Castelo de São Jorge. Recomento pegar o Electrico 28 (Electrico é o que nós brasileiros chamamos de “bondinho”) para chegar até lá, até porque você terá que caminhar um pouquinho pela Alfama e pelo Bairro do Castelo até chegar ao destino. Quando eu estive lá, o tempo estava horrível, nublado, com chuva. Mesmo assim, quando vi o Tejo e toda a Baixa lá do alto, fiquei emocionada. A vista é mesmo de tirar o fôlego!
Um passeio imperdível é pegar o Electrico (o 12, se não me engano) e passar uma tarde no bairro de Belém. Lá você pode visitar o Mosteiro dos Jerónimos. O claustro e a igreja são incríveis, e a paz que se sente ali é algo indescritível. É neste mosteiro que estão os túmulos de Luís de Camões, Vasco da Gama, Fernando Pessoa e Alexandre Herculano, além de diversos reis e rainhas de Portugal.
Ainda em Belém, caminhe até a Torre de Belém. É de lá que saiam as famosas caravelas portuguesas na época dos descobrimentos, inclusive a do Cabral, que veio parar aqui na nossa terrinha brasileira. Vale a pena curtir um final de tarde ali. Uma dica: compre o ingresso para o Mosteiro dos Jerónimos e para a Torre de Belém juntos. Sai mais barato.
Parque das Nações e Ponte Vasco da Gama

Quando sair da Torre de Belém, aproveite para caminhar um pouquinho pela margem do Rio Tejo, admirando a Ponte 25 de Abril (A Golden Gate lusitana! Rs). Pode até aproveitar pra ler um trechinho de “O Guardador de Rebanhos”, de Alberto Caeiro (um dos heterônimos de Fernando Pessoa), que está pintado no chão. Siga até o Padrão dos Descobrimentos, um monumento em homenagem a figuras importantes da época da expansão marítima. No chão há o desenho de uma enorme Rosa dos Ventos, que pode ser melhor admirada do alto.

Arco Triunfal da Rua Augusta

Do outro lado de Lisboa, já numa parte mais moderna da cidade, está o Parque das Nações. Indo de metrô, desça na estação Oriente (que é linda, aliás) e você já estará na cara do gol. Você pode caminhar pelo parque, ou pegar o teleférico para admirar o rio e a Ponte Vasco da Gama. É ali que está o Oceanário de Lisboa, um dos lugares mais incríveis que já conheci.

Este foi apenas um resumo dos 4 dias que passei em Lisboa. Ainda tenho muito que conhecer por lá, o que é ótimo, pois me dá a desculpa de voltar por muitas e muitas vezes. Espero que as dicas sejam boas e que você goste de Lisboa tanto quanto eu!

Texto escrito por Vivian Carvalho do Mil e Um.

Quer dicas de Orlando? Acesse: www.izaemorlando.com.br

Eu posso te ajudar a planejar sua viagem. Saiba mais…
IzaPeloMundo.com.br

0 comentário em “Dicas de Lisboa by Vivian Carvalho”

  1. Gostei de seu relato. Eu nunca peguei o bondinho. Sempre andei a pe. A primeira vez que eu fui em 2003 fui do centro ate a torre de belem caminhando. E na volta de bus. E longe. Recomendo fazer de bus quem nao e acostumado. Voce sabe expressar bem os seus gostos e buscou na cidade isto..ficou otimo. parabens.
    http://www.jonasschwertner.com

    Jonas Schwertner

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.