Concurso #eunoizapelomundo – A viagem da Cintia para o Peru


Este é o post da Cintia a nossa vencerdora do mês de Junho do nosso concurso de fotos de viagem no Instagram.



Ela postou as fotos da viagem dela como a hashtag #eunoizapelomundo foi selecionada como finalista e na votação dos nossos seguidores ela foi a escolhida. Realmente a foto dela está linda. 

Vamos ver o que ela nos conta da viagem dela e mais algumas fotos:

 Olá, meu nome é Cíntia, sou uma gaúcha, casada com um capixaba e tenho uma filha catarinense, e o que mais gostamos de fazer é viajar. Moramos há mais de 2 anos no Acre e sempre tivemos vontade de conhecer outro país.


Então, nas férias passadas, em vez de irmos para a casa de nossos pais, resolvemos nos aventurar pelas estradas do Peru. Nosso destino era Lima, a capital, conhecer o Oceano Pacífico e voltar. Fomos em nosso próprio carro, um Celta 1.0 que não nos deixou na mão em nenhum instante. Partimos de nossa cidade, Cruzeiro do Sul, em direção a Rio Branco, a capital, que fica há quase 700km. De lá, no dia seguinte, continuamos nossa viagem, passando por Cobija, na Bolívia, uma cidade no estilo de Ciudad del Este, no Paraguai, e de lá seguimos para o Peru. 


A primeira cidade em que pernoitamos foi Puerto Maldonado e de lá seguimos até Urcos, onde pernoitamos na segunda noite, uma cidade que fica a cerca de 25km de Cuzco, subindo a Cordilheira dos Andes. No caminho, chegamos a 4741m de altitude. Mesmo sendo verão na época, no alto dos Andes faz muito frio e podíamos ver alguns picos nevados. 

Como nosso destino era Lima, passamos direto por Cuzco, apenas parando para almoçar e de lá fomos até Nazca, uma cidade localizada no centro-sul do Peru, onde estão as famosas Linhas e Figuras de Nazca e Palpa: inúmeras linhas e figuras desenhadas no chão do deserto, há mais de séculos, com tamanhos que variam de 20 até 140m de comprimento. Lá fizemos um sobrevoo de monomotor que durou cerca meia hora, para observar e admirar as figuras mais famosas, como a do macaco, a do beija flor, a da aranha e a do astronauta. 


De lá, seguimos viagem até uma pequena, mas encantadora, cidade no litoral, chamada Paracas, onde conseguimos chegar a tempo de ver um pôr do sol maravilhoso, no qual o sol se punha no mar, diferente do que estamos acostumados a ver no Brasil, onde ele nasce no mar. A reserva marinha de Paracas, uma das maiores do Peru, abriga mais de duzentas espécies de aves e uma grande variedade de animais marinhos. Lá tivemos o prazer de fazer um passeio de bote e ver de pertinho alguns desses animais, como os gigantescos leões marinhos, os pelicanos, os pinguins entre outros. Foi um passeio sensacional e emocionante, tanto para nós quanto para nossa filha que adora os pinguins. Curtimos o passeio e depois a praia, uma das mais bonitas que já vi, pena que a água do Oceano Pacífico estava muito gelada. Apenas meu marido teve coragem de dar um mergulho. 


Depois seguimos até nosso destino final, Lima, onde chegamos à noite. Nos hospedamos no bairro Miraflores, um bairro muito chique da capital. Aproveitamos para descansar e no outro dia fomos conhecer um pouco da cidade. Fomos a um shopping que fica em cima de um penhasco a beira-mar, de onde a vista é maravilhosa. Grande parte do shopping fica a céu aberto, porque em Lima nunca chove! Pegamos um pouco de praia, conhecemos algumas feiras de artesanato local e lojas de departamentos e no dia seguinte iniciamos nosso retorno.


Na volta, paramos em Ica, cidade que nos passou despercebida na ida, mas que descobrimos pela internet, possui um oásis no deserto. Então, no dia seguinte, tratamos de conhecê-lo. Em Huacachina, um paraíso no deserto, com sua lagoa de água doce cercada por infindáveis dunas de areia, tivemos grandes aventuras, como o divertido passeio de buggy e o surf na areia, ou sandboard. Depois de muitas aventuras nosso próximo destino era Cuzco, de onde seguiríamos para Machu Pichu, onde estão as famosas ruinas da cidade perdida dos Incas, um lugar espetacular e também misterioso por guardar a história de um povo místico. 


Seguimos em nosso carro até onde é possível, mas depois tivemos que pegar um trem até Aguas Calientes, cidade às margens do rio Urubamba, famosa por ser a mais próxima de Machu Pichu, cerca de uma hora e meia de caminhada ou trinta minutos de micro-ônibus. Escolhemos a segunda opção. Em Machu Pichu passeamos e fotografamos tudo, para registrar esse momento único em nossas vidas, aproveitando até o último instante as ruínas e depois voltamos a Cuzco. No dia seguinte, continuamos a viagem de volta para casa, passando novamente uma noite em Puerto Maldonado e no outro dia chegando a Rio Branco, já no Brasil. 

Posso dizer que foi uma viagem perfeita. Estivemos catorze dias no Peru, descobrindo e conhecendo um pouco da cultura e do clima desse país surpreendente que, apesar de pequeno, tem muita coisa a nos oferecer. As estradas são perfeitamente sinalizadas e não há buracos na pista. Tudo lá é mais barato se comparado ao Brasil: hospedagem, alimentação, combustível, roupas e presentes, etc.. Quem quiser conhecer outro país, gastar pouco, ir a  lugares bonitos e se aventurar, vá ao Peru!

Acompanhem as novidades do Iza Pelo Mundo no facebooktwitter e instagram!

Quer dicas de Orlando? Acesse: Iza em Orlando

Eu posso te ajudar a planejar sua viagem. Saiba mais…
                        IzaPeloMundo.com.br

0 comentário em “Concurso #eunoizapelomundo – A viagem da Cintia para o Peru”

  1. Cintia Dewes

    Adorei Iza, ficou lindo mesmo, muito obrigada pela oportunidade de contar um pouquinho da nossa super aventura, rsrsrs. Beijossssss

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *